Descubra os benefícios do Neuromarketing para os negócios

Descubra Os Benefícios Do Neuromarketing Para Os Negócios

O que a Neurologia tem a ver com as estratégias de venda em uma empresa? Se levarmos em consideração a importância de conhecer melhor o comportamento do consumidor, então a neurologia pode ajudar o Marketing. É aí que o Neuromarketing entra na jogada.

Ele é basicamente a aplicação dos estudos da neurologia às técnicas de Marketing. Por que os clientes compram (ou deixam de comprar) um determinado produto? Por que aquela marca chama tanto a atenção? Por que as vendas aumentaram ou diminuíram?

Essas e muitas outras perguntas que habitam a mente de quem gerencia um negócio – seja ele micro, pequeno ou grande – podem ser respondidas pelo Neuromarketing.

Para saber por que o Neuromarketing é importante para os profissionais de marketing, confira os tópicos abaixo.

Saiba o que é o Neuromarketing

Em resumo, o nome já diz tudo, pois Neuromarketing é a união da neurologia com o Marketing. Simples assim! Mas e o que isso significa exatamente?

Na verdade, essa união quer dizer que as teorias e práticas de neurociência podem ser aplicadas no contexto do marketing.

Um exemplo prático disso pode ser a aplicação de tomografia cerebral para analisar melhor as reações cerebrais dos consumidores quando eles recebem determinados estímulos de marcas e produtos.

neuromarketing

Além disso, por meio de testes de ressonância magnética os gestores podem mensurar a dilatação da pupila, a resposta muscular e a temperatura da pele de uma pessoa quando ela se depara com determinados símbolos.

Desse modo, o Neuromarketing utiliza as informações obtidas para analisar o tempo de resposta, a frequência e a localização da atividade neuronal.

O objetivo é otimizar as estratégias de comunicação, facilitando assim ações fundamentais das estratégias de Marketing, como captação de leads e criação de conteúdo para atrair mais clientes.

A ciência invade as estratégias de Marketing

O termo neuromarketing veio à tona no início da década de 90, por meio do médico Gerald Zaltman. Ainda nesse período, a Coca-Cola, a gigante dos refrigerantes, apelou para os laboratórios das universidades dos EUA para avaliar melhor as suas estratégias.

Para uma melhor compreensão de como a ciência entra no Marketing, é interessante a gente entrar também no cérebro humano. Assim, fica mais fácil ver as engrenagens mentais funcionando na hora da decisão de compra, por exemplo.

Dessa forma, entram em cena noções teóricas sobre o subconsciente e outros conceitos científicos. Na prática, imagine que a principal dúvida da equipe de Marketing é a embalagem de um novo produto ser amarela ou laranja.

Sob a ótica do neuromarketing, é possível efetuar um teste. Nesse teste, uma embalagem amarela e outra laranja é apresentada para um consumidor do produto em questão. A partir daí, por meio de ressonância magnética e outras tecnologias, é possível medir a reação neurológica da pessoa.

Desse modo, se torna mais fácil compreender de que forma o subconsciente do consumidor reage a cada uma das alternativas apresentadas. Com isso, fica mais evidente qual opção provocou mais impacto, ou seja, qual tem mais possibilidade de estimular a tomada de decisão.

As vantagens do Neuromarketing para os negócios

O comportamento do consumidor é decisivo para guiar as estratégias para vender produtos e serviços. Isso mostra por que o Neuromarketing é importante para os profissionais de marketing.

Sendo assim, confira os benefícios do Neuromarketing para a gestão de uma empresa.

Produtos e serviços mais adequados ao público

Sedução é tudo no mundo do Marketing. Para obter boas vendas é fundamental oferecer produtos e serviços de qualidade. Mas apenas a qualidade não é suficiente para atrair os consumidores, é preciso exercer um maior fascínio sobre os clientes.

O Neuromarketing, nesse caso, permite uma compreensão mais precisa sobre como apresentar melhor os produtos, como as cores, os formatos e as mensagens agem no subconsciente dos consumidores.

marketing

Melhores tomadas de decisão

Ao saber com mais precisão o que os consumidores gostam e como eles reagem aos conteúdos apresentados, fica mais fácil analisar quais os caminhos mais corretos devem ser adotados nas estratégias de venda.

Valoriza a Experiência do Consumidor

Experiência de Usuário”, “Experiência do Consumidor”, repare que a palavra “experiência” é importante na gestão de um negócio.

Isso ocorre porque ela tem relação com o atendimento feito com qualidade, bem como com produtos e serviços adequados às necessidades e gosto dos clientes.

Com a aplicação do neuromarketing, o gestor tem plenas condições de adotar estratégias que valorizam tais experiências.

A aplicação do Neuromarketing nas estratégias de negócio

O Neuromarketing possui alguns princípios básicos na elaboração de uma estratégia. Entre essas técnicas é possível mencionar alguns pontos abaixo.

Storytelling

Literalmente é a arte de contar histórias. Mas o que narrar histórias tem a ver com Neuromarketing?

Na verdade, tem muita coisa. Desde que a raça humana morava em cavernas, a arte de contar histórias existe para ensinar e, até mesmo, para emocionar.

No caso do Marketing, as histórias servem para despertar o lado emocional dos consumidores. Por isso, não é por acaso que famílias felizes protagonizam lindas histórias nas propagandas da TV.

Narrativas que mostram força e superação para vender um artigo esportivo ou uma linda história de amor para uma campanha de dia dos namorados. Esses são alguns exemplos do poder do Storytelling nas estratégias de Marketing.

Psicologia das cores

O estímulo visual é importante na hora de vender um determinado produto. Por isso, a escolha adequada das cores é importante em vários aspectos, seja na criação de um site, de um aplicativo ou da embalagem de um produto.

Portanto, vale ficar atento para as características básicas de cada cor. Um exemplo disso é o vermelho, que representa força e paixão. Ele cai perfeitamente em produtos e campanhas que querem transmitir sensualidade, impacto e força.

Já o azul, por exemplo, transmite tranquilidade, segurança e confiança. É uma cor bastante usada para produtos relacionados com a higiene e saúde.

Gatilhos mentais

Estão entre os principais métodos usados no marketing para estimular uma decisão de compra. O objetivo é transmitir ao consumidor uma informação, objetiva ou subjetiva, que incentive nele a necessidade de adquirir um produto ou serviço.

Um dos gatilhos mais famosos é o de escassez. O intuito é estimular que o cliente sinta um senso de urgência na sua jornada como consumidor, encurtando o tempo de tomada de decisão.

Sendo assim, aquelas frases como os já conhecidos “compre já” ou “por tempo limitado” são usados com esse objetivo.

Outro gatilho é o da exclusividade. Ele é usado, por exemplo, em estratégias que disponibilizam materiais exclusivos para seus assinantes.

Criar um clube de assinaturas ou secreto é um exemplo. A ideia de que os clientes irão acessar algo que não está disponível para todos incentiva as pessoas a realizarem uma ação.

O Neuromarketing é a ciência a favor do seu negócio

Graças a ele se torna mais fácil conhecer melhor a sua persona, ficar a par do comportamento do consumidor e optar pelas melhores estratégias.

Com o Neuromarketing o gestor pode proporcionar melhores experiências aos usuários, resultando em um atendimento de qualidade, capaz de posicionar melhor a marca do negócio no mercado e, especialmente, na mente do consumidor.

Portanto, a união do Marketing e da Neurociência pode ser uma grande aliada capaz de otimizar as estratégias, sempre se adequando ao que o consumidor necessita (ou que ainda não sabe que necessita).

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Vitor Gonçalves

Author

Vitor é especialista em conteúdo e SEO da PRable, tem experiência em WordPress e na produção de conteúdos de tecnologia para conseguir as melhores posições no Google, adora games, futebol e viagens.